O custo de sistemas solares residenciais no Brasil já se encontra, em média, na mesma faixa que em mercados como Estados Unidos e Chile. É o que aponta o estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica”, produzido pelo Instituto de Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina e pela Câmara de Comércio Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro. O preço médio no país de R$ 7.500 por kWp para sistemas de 5 kWp (portanto um valor total de investimento médio de R$ 37.500) está mil reais inferior ao custo verificado do mesmo trabalho realizado ano passado.

O relatório mostra uma queda acentuada nos valores de sistema solares em geral, e preços especialmente baixos para modelos de grande porte, acima de 100 kWp, cujo custo médio verificado atualmente é de R$ 5.570 o kWp.

Lançado na semana passada, o estudo ouviu 350 empresas de energia solar que atuam no Brasil para traçar o cenário do mercado nacional. De acordo com o diretor-adjunto da AHK-RJ, Philipp Hahn, a queda nos preços tem sido uma constante nos últimos anos e deve continuar por mais algum tempo, na medida em que as empresas brasileiras tiverem mais experiência e ganhos de escala. Grande parte dos consumidores ainda acha o custo impeditivo, quando na verdade é mais baixo que a ideia geral que se tem da tecnologia.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo